Compartilhe este Artigo:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Visão de Raio-x é um dos muitos poderes do Superman, se ele fosse dentista, os laboratórios de radiografia morreriam de fome não é mesmo!

Hoje vamos falar desse instrumento muito importante e poderoso na construção de um plano odontológico, a radiografia!

Fique comigo até o final deste artigo para saber os tipo e aplicações desse poderoso instrumento da Odontologia.

Panorâmica Dental, se trata de uma espécie de radiografia, assim como outros exames que servem de suporte para que o profissional possa fazer um diagnóstico preciso e tomar a melhor decisão quanto ao tratamento odontológico de seus pacientes.

A radiografia é um exame que utiliza feixes de radiação X para imprimir uma imagem em duas dimensões.

Estes raios são capazes de atravessar o corpo humano, podendo captar obstáculos mais densos como: órgãos e ossos. Se os feixes passarem sem dificuldade, não imprimem nenhuma imagem.

Quando esses feixes passam através de alguma estrutura como dentes, gengivas e ossos, registram a dificuldade com que os raios passaram por ela, ou seja, sua densidade, formando as imagens da radiografia.

A Panorâmica Dental tem esse nome porque oferece a visualização dos dentes, mandíbulas, área nasal, seios nasais e articulações da mandíbula.

Utilizamos esse tipo de radiografia para ter uma visão geral do quadro do paciente.

Tratar um problema ortodôntico como mordida cruzada ou resolver uma cárie mais profunda, requer um planejamento abrangente pois, mesmo que o alvo seja um único dente, precisamos observar e considerar a origem do problema bem como, se a solução não afetará um dente vizinho.

As radiografias podem ser muito úteis nos mostrando situações que não conseguimos ver a olho nu.

Quero reforçar que todo profissional deve estar ciente da carga de Raio X que uma pessoa pode receber de acordo com sua idade e peso. Embora seja um exame necessário, temos que ter a responsabilidade de pedir com moderação para evitar expor o paciente a cargas de Raio X desnecessárias.

A Radiografia Panorâmica Dental requer uma aparelhagem grande e complexa, é feita por meio de um equipamento giratório que circunda o crânio do paciente, formando uma imagem panorâmica.

Além da Panorâmica Dental temos também:

Radiografia Periapical – Permite que o dentista verifique a situação de todos os dentes da boca, incluindo suas coroas e raízes. É uma das radiografias mais comuns e costuma ser utilizada para diagnosticar problemas como cáries, alterações no osso, lesões nas raízes, entre outros.

Interproximal – Serve para analisar a presença de cáries entre os dentes, que são mais difíceis de enxergar.

Oclusal – Este é um exame que permite visualizar a maxila e a mandíbula, muito utilizado para acompanhar o crescimento e desenvolvimento da parte bucal das crianças, além de suporte em decisões ortodônticas.

Tomografia computadorizada – Neste exame observamos tridimensionalmente (3D) a arcada dentária do paciente. Este é um exame bastante exigido na implantodontia avaliando altura e espessura óssea, localização de dentes inclusos, localização de lesões ósseas, entre outros.

Além dos equipamentos de Raio X, hoje em dia contamos com equipamentos de escaneamento por imagem que são ultra modernos e precisos, porém não possuem a habilidade de ver além do tecido, como é o caso do Raio-X.

Como você pôde ver, a Odontologia moderna conta com um arsenal tecnológico incrível para garantir, cada vez mais, a precisão no diagnóstico e clareza na definição de estratégias e planos odontológicos de tratamento.

Não temos o Superman, mas demos um jeito!

Se você gostou desse artigo, deixe o seu like aqui embaixo e aproveite para se inscrever em nossa lista de e-mails para ficar informado sobre nosso conteúdo.

Forte abraço e até o próximo artigo!

Mais a ser explorado

Covid19

COVID19 – Orientações para Agendamento

Nesse momento difícil, estamos monitorando melhor nossos pacientes e melhorando ainda mais a segurança dos nossos atendimentos. Por favor, não estranhe! Nesse momento de pandemia,